SEGUNDO CAPÍTULO

Padrão

indicator_small.jpg


PARA DIMINUIR OS ERROS É IMPORTANTE O USO DO CÓDIGO FONÉTICO, PADRÃO INTERNACIONAL OU BRASILEIRO.E A CODIFICAÇÃO NUMÉRICA.USE-OS QUANDO NECESSÁRIO OU QUANDO SOLICITAREM REPETIÇÃO DA ALFA/NUMÉRICA.
NUMEROS
1-uno
2-segundo
3-terceiro
4-quarto
5-quinto
6-sexto/meia duzia
7-sétimo
8-oitavo
9-nono
0-nada

Código Fonético Internacional:
a-alfa
b-bravo
c-charlie
d-delta
e-écho
f-fox ou foxtrote
g-golf
h-hôtel
i-india
j-juliét
k-kilo
L-lima
m-mike(maik)
n-november
o-óscar
P-papá
Q-Quebéc
r-romeo
s-siérra
t-tango
u-uniforme
v-victor
w-whiskey
X-x-Ray (éKes-rei)
y-yankee
z-zulu

Código fonético geográfico (brasileiro)
a-américa
b-brasil
c-canadá
d-dinamarca
e-europa
f-frança
g-guatemala
h-holanda
i-india
j-japão
k-kenia
l-londres
m-méxico
n-noruega
o-oceania
p-portugual
q-quebec
r-roma
s-santiago
T-Toronto
u-uruguai
v-venezuela
w-washington
x-xingu
y-yucatan
z-zanzibar

IMPORTANTE É O RADIO OPERADOR SABER:
SE NECESSÁRIO
A CODIFICAÇÃO DEVE SER USADA PARA EVITAR ERROS.
QUE TODA A COMUNICAÇÃO DEVE SER A MAIS BREVE E SINTETIZADA POSSÍVEL
QUE NA DUVIDA SEMPRE DEVE SE PEDIR A REPETIÇÃO DA MENSAGEM OU A CONFIRMAÇÃO DO QUE FOI OUVIDO.
O IMPORTANTE É QUE TODOS DOMINEM COMPLETAMENTE TODOS OS CÓDIGOS, O QUE NÃO É DIFICIL, BASTA UM POUCO DE EMPENHO DE CADA UM.
PARA QUE A UTILIZAÇÃO DO CÓDIGO ALCANCE SEU OBJETIVO TODOS DEVEM CONHECÊ-LO.
TODOS SAIRÃO GANHANDO COM A UTILIZAÇÃO DO MESMO.
A DEFINIÇÃO DA CODIFICAÇÃO DEPENDE DAS NECESSIDADES QUE O TRABALHO DETERMINA.
SUGESTÃO: UMA ESTAÇÃO QUE RECOMENDAMOS ESCUTA PARA SE OUVIR A CORRETA UTILIZAÇÃO DO CÓDIGO Q, ESTÁ NA QRG 162.390 em vhf/fm, CONCESSIONÁRIA DE ESTRADAS DO RIO. QUEM TEM RADIOS QUE PERMITAM ESTA ESCUTA DEVE FAZÊ-LO!

ERROS COMUNS:
PAPA EM VEZ DE PAPÁ, PAPA ESTÁ NO VATICANO, O CERTO É PAPÁ.
XIRAY? PARA CODIFICAR A LETRA X, TAL EXPRESSÃO NÃO EXISTE. É (PRONÚNCIA) ÉKS REI OU ENTÃO XINGU. XIRAY JAMAIS.

OTIMIZAÇÃO DE TRANSMISSÃO:

Unidades portáteis-
HT-Hand Talkie ou WT Walk Talkie

*Jamais segurar o ht pela antena, muito menos em transmissão.
*Procurar usar Microfones de lapela que já vêm com acoplamento de alto falante e até saída para fone de ouvido, o que facilita operação em aéreas ruidosas ou em operações que necessitem de silencio.
*Sempre testar equipamentos antes de entrar em serviço.
*Manusear equipamento com cuidado, evitando pancadas. Limpa-lo periodicamente.
*Descarregar totalmente a bateria antes de recarregá-la para evitar o efeito memória.
*Quanto mais alta a freqüência, mas susceptível a interferências por obstáculos naturais.
*Em dificuldade de comunicação, posicione o HT voltado para onde está a antena receptora da sua unidade, evitando que seu corpo se interponha entre o rádio e a antena receptora.
*Procure um lugar mais alto para transmitir, quanto maior a altura, maior o alcance.
*Se seu equipamento tiver controle de potencia, transmita sempre na potência menor, passando para a maior somente quando necessário. No entanto em situações de emergência use a maior potência possível
*Procure sempre levar uma bateria reserva para o ht, devidamente carregada. A boa pratica operacional indica 3 baterias para o ht, uma sempre back-up em carga lenta, a em utilização e uma reserva, sempre junto com o operador.

UNIDADES MÓVEIS (VIATURAS)

*Sempre que possível instale a antena no centro do teto da viatura, é a melhor opção de todas.(isto é: ponto mais alto da viatura)
*Caso inviável use as calhas laterais, procurando a posição de meio da viatura, nunca demasiado à frente ou atrás.
*0s piores locais são no pára-choque do carro ou na mala do carro, evite sempre instalar antenas nestes locais, notadamente em UHF ou VHF.
*Se em dificuldade de comunicação em momentos críticos, procure colocar a viatura no ponto geográfico mais alto possível.
*Sob fiação de alta tensão sua tx/rx será prejudicada.
*Tanto na fonia com Walk Talkie, Viatura ou base, procure falar com o PTT(mic) afastado de sua boca mais ou menos 5 centímetros

DICAS ÚTEIS:

*ANTES DE UMA OPERAÇÃO QUE IMPLIQUE RISCO DE VIDA, EM PRIMEIRO LUGAR, INFORME A SUA CENTRAL A SUA LOCALIZAÇÃO, PARA QUE EM UM REVÉS, A MESMA POSSA AUXILIA-LO DE IMEDIATO.
A PRIMEIRA INTEGRIDADE QUE TEM QUE SER PRESERVADA É A DOS AGENTES DA AÇÃO!!!
*ATENÇÃO: FATO MUITO COMUM EM TRANSMISSÕES DE ORGÃOS DE SEGURANÇA E QUE DEVE SER EVITADO: JAMAIS FORNEÇA TELEFONES PARTICULARES, NOTADAMENTE FIXO E MUITO MENOS ENDEREÇOS DE COMPANHEIROS PELO AR.
HOJE, TRISTEMENTE, QUALQUER MILIANTE PODE COMPRAR VIA INTERNET APARELHOS DE ESCUTA DAS TRANSMISSÕES DE CB, PM, GM ETC…
NÃO PASSE INFORMAÇÕES PESSOAIS QUE POSSAM COMPROMETER a segurança DE SEUS COMPANHEIROS.SE CODIFICADO, NÃO CONFIE TOTALMENTE NA INVIOLABILIDADE DO SISTEMA!

*CADA EMPRESA DE RÁDIO TAXI, PODERIA CRIAR SEU PRÓPRIO CÓDIGO DE SEGURANÇA, DE CONHECIMENTO APENAS DOS MOTORISTAS E OPERADORES, E QUE PUDESSE SER USADO EM MOMENTO DE DIFICULDADE.
EXEMPLO: Venhamos a supor que uma viatura seja vitima de um assalto no momento em que é chamada pela central. Poderia responder: Viatura CHARLIE ocupada no momento.
Charlie seria a palavra chave para identificar assalto em curso, o que possibilitaria a central chamar a policia e dar as características do carro.
Em momentos deste tipo o radio taxista deve evitar códigos para que não desperte suspeita do meliante, agir de maneira calma e usar apenas a palavra chave ou frase chave que indicaria assalto em curso. A PALAVRA CHAVE OU FRASE DEVE SER A MAIS NORMAL POSSÍVEL, PARA NÃO DISPERTAR SUSPEITAS.NÃO ESQUEÇA QUE SEU RÁDIO PODE SER UM COMPONENTE DE SEGURANÇA.

*Todo aquele que opera, principalmente as centrais de rádio operação utilitária ou profissional, deve ser portador do Certificado de Radio Telefonista Restrito, mínimo exigido para operações em terra.
A prova pode ser feita na Anatel-RJ ou Anatel-ES e o material de estudo está disponibilizado no site da Anatel.
Não é necessário que o elemento seja Radio Amador, mas é necessário que tenha a Carteira de Radio Telefonista emitida pela Anatel.
RADIOAMADORISMO nada tem a ver com radio telefonia profissional
*Dentro de um contexto emergencial, acontecem situações de urgência e de prioridade.
Urgência: contato em que a rapidez é fundamental
Prioridade: Contato Preferencial, numa série ou ordem superada, no entanto pela Urgência.
Em situações extremas uma emergência somente termina quando a última vítima é resgatada ou quando o último cadáver é encontrado.
*Algumas freqüências de emergência em fonia:
146.520 vhf-Emergência de Radio amadores
27.065 Khz/usb-Emergência Faixa do Cidadão (PX)
156.800 Vhf-fm-Emergência MAR
121.500 Vhf-am-Socorro Aeronáutico
13.975 Khz/ssb- FAB, Sar, centro de coordenação de salvamento com sedes em Belém, Manaus, Recife, Porto Velho, Campo Grande, Brasília e Porto Alegre.
4.125 Khz/ssb-Socorro aero-marítimo
2.182 Khz/ssb-Socorro aero- marítimo
*A expressão universal de socorro é Mayday
(meidei ou Mede) repetida 3 vezes, seguida de informações de localização e que tipo de socorro exigido.
*Qualquer Radio amador, ou radio operadores em situação extrema, pode entrar em qualquer freqüência utilitária para pedir socorro: Bombeiro; policia etc…..
Desde que não consiga contato dentro de sua faixa pertinente, contatos por qualquer outro meio ao seu alcance, telefones, contato visual,ETC…E desde que a situação seja de risco imediato de vida.
Tendo ao seu alcance quaisquer outros meios não se deve interferir em freqüências utilitárias.
*Ao confirmar numerais use a codificação numérica, não de margem a equívocos.
*Falar depressa não é eficiência, eficiência é ser conciso e claro no que é comunicado.
*A maneira como você se expressa no rádio representa a qualidade da corporação, ou empresa em que você está.
Você é uma espécie de porta-voz. Radio Operação é uma arte e se você escolheu este caminho, procure sempre aprimorar o seu trabalho e o dos seus companheiros. Qualidade de serviço nunca é demais.
*Não confie somente em sua memória, comunicados importantes devem ser anotados e afixados em local visível.
*Você que repassa informações de localização, Não se esqueça de ao lidar com endereços, de pedir referências do local ou rua próxima mais conhecida. Referência é fundamental para andamento rápido da situação.
Tenha ao alcance um Guia Geral da sua cidade, e se possível um mapa da mesma.Mantenha estas informações sempre ao seu alcance. FAMILIARIZE-SE COM O MESMO.
*Ao coletar informações não se esqueça das três palavras mágicas: Onde, Quando, Porque. Exemplo: Onde foi o acidente, quando, causas e envolvidos.
*Não se esqueça de anotar nomes, se possível sobrenome, de solicitantes.EXEMPLO: Solicitante João. Ora João de que? Às vezes o complemento facilita, e se viável, deve ser pedido.
*Fale em tonalidade normal.Lembre-se que o aumento da tonalidade de sua voz em nada CONTRIBUI para aumentar o alcance de sua transmissão.
*O rádio operador que trabalha com telefonia, DEVE ser extremamente gentil no atendimento e:
+jamais perder a paciência ao telefone.
+anotar todos os recados, não confiar na memória.
+quando necessário solicitar nome e sobrenome do comunicante.
+em dúvida peça repetição da informação.
+evite ao máximo que o telefone de mais de 4 toques antes do atendimento.
+não ocupar telefone emergencial ou de serviço com conversas particulares.
+ao enviar fax, sempre verifique recebimento.Não confie apenas no relatório do aparelho.
+procure anotar numerais, nome e recados com letra clara; de que adianta escrever o que nem você depois vai entender.
+jamais atender alguém ao telefone e deixa-lo de lado, sem ao menos pedir a quem esta na linha para que aguarde. Isto é ato deselegante; imagine se for seu patrão ou comandante ou ainda uma ligação prioritária.
+Se a situação a resolver demorar, periodicamente peça a quem está no telefone para aguardar.
+Em necessidade de espera jamais de tempo definido às pessoas tipo: aguarde 2 minutinhos etc etc. Gerar expectativa de tempo torna a espera mais angustiante para quem liga. Peça apenas: Queira aguardar, por favor.
Se necessário dê uma explicação sucinta do motivo da demora, mas não de um possível tempo de espera!

SISTEMA DE REPORTAGEM DE RECEPÇÃO:

*Na rádio operação profissional usa-se o padrão internacional chamado Readability Scale ESCALA DE CLAREZA.
O usadíssimo 5/5 e o 5.5 Não existem! São derivações deturpadas do código RST do radioamadorismo e que não são pertinentes a comunicação profissional.
USE A ESCALA DE CLAREZA:

Clareza uno——–Sem condições de entendimento (unreadable)
Clareza dois——–Intelegível por vezes (transmissão picotada) (readable now and then)
Clareza três———–entendimento com dificuldade(readable with difficulty)
Clareza quatro -Inteligível embora com ruídos, chiados (readable)
Clareza Cinco-Transmissão 100 por cento.Perfeita (perfectly Readable)

*Procure usar o correto e não ceder a vícios de comunicação como os famigerados 5/5, 5.5 que se tornam rotineiros por repetição.
Usar o correto somente qualifica o seu trabalho.

19 responses »

  1. Curso da RAS Entorno
    Por determinação do Sr Cel Pm Cezar Pacheco (Cmt do Comando do Policiamento da Capital ) e sob a supervisão do Tec Cel Pm Queiros Cmt do Batalhão Rodoviário) foi ministrado pelo 2 Sgt Rosemario Rg 17.841 (Responsável pelo projeto de parceria BATALHAO RODOVIARIO Labre e grupo Px – (( freqüências na maioria de caminhoneiros)) um curso da sobre a RAS- (Rede de Apoio a Segurança) para 50 pessoas pertencentes a varias classes sociais do entorno de Brasília e do Estado de goiás. No curso foram aplicadas as seguintes modalidades: Relações Humanas, Noções Básicas de segurança ( Art.144 da constituição Federal de 15. out. de 1988) noções gerais sobre a Policia Comunitária – os Dês mandamentos da policia comunitária, e a participação da comunidade junto a policia militar. Em um total de 5 horas – aulas todos os participantes dentre eles, caminhoneiros, radio amadores, vigilantes de estabelecimentos comerciais, funcionários de hotéis, chefes de guardas municipais, motoristas de táxis , tendo o alvo principal a aproximação da sociedade junto a policia militar do entorno Brasília e Goiás. Todos os participantes ao termino do curso saíram com seus diplomas e aptos a serem parceiros da policia militar do estado de Goiás após a demostracao do sistema VHF HF foi disponibilizado para o responsável pelo sistema Labre Px (caminhoneiros) 01 um aparelho celular -radio NEX-TEL para termos também mais um sistema ligado com a POLICIA MILITAR DO DISTRITO FEDERA COPOM)
    Sgt Rosemario Rg 17.841 ( Imail – Rosemario11@hotmail.com) Tel functional 062 96-79-05-31 ou 062 99972551 ( dilvulguem este projeto que e de suma importanci para o radio amadorismo e para a sociedade. ou consultem nosso projeto no site http://www.pm.go.gov.br policia militar do estade de goias ou coloquem no google labre e policia militar do estado de goias.

    Gostar

  2. Queria destacar sobre a informação de uso do 5/5. Pelo que me consta ele é possível, visto que o mesmo trata-se das indicações, no código Q, de intensidade e clareza dos sinais, ou seja, QSA-5/QRK-5, onde abreviadamente se diz 5/5. Portanto acho que a sua indicação não condiz com a realidade, pois o famigerado 5/5, ao meu ver, é permitido. Concordo com o veto de uso do 5.5 apesar de não ter observado ainda o seu uso.
    Espero ter contribuido para o melhoramento das informações e fico feliz em saber que pessoas contribuem de forma voluntária para o aperfeiçoamento geral.

    Gostar

  3. agradeço a observação, mas permaneço com a minha opnião. A maioria dos radios de operação profissional não têm marcação de de portadora (intensidade), que é desnecessária na comunicação profissional. Na profissional o que interessa primordialmente é a CLAREZA ,é a intelegibilidade. VIDE OS COMPêNDIOS DE comunicação aeronáutica. PARA O radioamadorismo existe esta necessidade , mas para radio profissional não. Um radio Sailor VHF marítimo, onde esta a marcação de portadora(intensidade)? Um motorola profissional onde está? ela é desnecessária. O importante é a clareza. É questão de opnião. Permaneço com a minha 5/5 é fora de propósito em radio comunicação profissional.O código de clareza é mais sucinto e expressa o que realmente é importante
    Obrigado pela Participação

    Gostar

  4. Sou Operdor de telecomunicações Maritimas – Habiliatdo pela Anatel-RJ
    Otimo Gostei muito de vcs ajudaram bastante nestas orientações básica.
    Gostaria de manter um contato regular para troca de informações técnicas.
    Obrigado
    Carlos Demetrius – RJ

    Gostar

  5. Caro Diney, como você disse no comentário anterior: “É questão de opinão.”, mas queria esclarecer ainda que no VHF marítimo é possível observar a marcação de portadora. Quando se calca o PTT, observa-se no visor a indicação de portadora no ar. Ele ainda possue um seletor de potência (5w e 25w, dependendo do modelo). Para quê? Para mudar a intensidade do sinal, ou seja, para curtas distâncias utiliza-se a menor potência e para uma maior distância usa-se a potência maior, pois como sabemos o VHF marítimo, na maior potência pode atingir até 20 milhas náuticas. Quanto ao Motorola, se você observar o manual do mesmo verás que essa indicação existe no próprio PTT do rádio, com a mesma finalidade dita no VHF marítimo, ou seja, para perto usa-se a potência menor e para longe usa-se a potência maior. No Motorola essa potência varia de 1 a 5 watts. Portanto, continuo afirmando que o uso do 5/5 é possível, pois existem formas de se detectar a intensidade e clareza dos sinais nos equipamentos supracitados. E particularmente, considero uma forma bem elegante de informação na fonia. Agradeço pela resposta e espero ter contribuido de alguma forma com as informações prestadas.
    Grato,

    Gostar

  6. Caro Diney, gostaria de lhe esclarecer que como disse anteriormente
    acho que é possível utilizar o 5/5 pois o mesmo indica intensidade
    e clareza dos sinais. Você questiona, no VHF marítimo, onde está a indicação
    de portadora? Ora, se você observar no visor do mesmo ao pressionar o PTT
    observará a indicação de portadora no ar, assim como ocorre no rádio
    Motorola profissional. Não acho desnecessária a indicação de intensidade
    do sinal em virtude dos rádios citados terem valores diferentes de potência na
    saída, assim posso estar usando um potência reduzida para uma maior distância,
    onde quem me recebe pode solicitar um aumento na potência, melhorando desta
    forma a intensidade dos meus sinais. Queria deixar registrado esse entendi-
    mento. Como você mesmo disse: “É questão de opinião”, por isso, deixo
    aqui a minha. Espero mais uma vez ter contribuido.

    Gostar

  7. Parabéns pelos comentários e pelo manual. Nos estamos precisando na radiocomunicação provocar um work shop, para que os especialistas no tráfego de comunicação formulem as diretrizer dos protocolos internacionais para operadores de radiochamada nos procedimentos e comunicação, do jeito que está não dar pra ficar, principalmente no Serviço Móvel Terrestre e Marítimo.Os profissionais ao longo do tempo estão acumando vicios de linguagem e criando choque na hora do tráfego de comunicação. Não é admissível a ANATEL expedir uma certificação internacional para operadores de radiotelefonia sem aplicar prova prática ( em transmissão e recepção fonética). Temos que provocar a recertificação a cada dios (2)anos, para moralizar a profissão de radio operador.
    Carlos Cserhggadbellie
    Instrutor Trainer Radiotelefonista Geral
    Tráfego de comunicação e ética humanizada
    João Pessoa – PB

    Gostar

  8. Parabéns pelos comentários e pelo manual. Nos estamos precisando na radiocomunicação provocar um work shop, para que os especialistas no tráfego de comunicação formulem as diretrizer dos protocolos internacionais para operadores de radiochamada nos procedimentos e comunicação, do jeito que está não dar pra ficar, principalmente no Serviço Móvel Terrestre e Marítimo.Os profissionais ao longo do tempo estão acumando vicios de linguagem e criando choque na hora do tráfego de comunicação. Não é admissível a ANATEL expedir uma certificação internacional para operadores de radiotelefonia sem aplicar prova prática ( em transmissão e recepção fonética). Temos que provocar a recertificação a cada dios (2)anos, para moralizar a profissão de radio operador.
    Carlos Cserhggadbellie
    Instrutor Trainer Radiotelefonista Geral
    Tráfego de comunicação e ética humanizada
    João Pessoa – PB

    Gostar

  9. Date: Fri, 25 Jun 2010 06:20:56 +0300
    boa noite. sou radio amador resp.por um projeto em goiania goias chamado RAS rede de apoio a seguranca, que e todos os radio amadores e operadores de px lincados com a pm 24 horas, o projeto ja fuinciona a mais ou menos 3 anos e gostaria de ver o nosso video que esta no yootuby ai no seu site , gostei muito das materias e gostaria de ver o video no site, o k abracos a todos , nosso projeto e que todos os radio amadores do brasil futuramente terem acesso as frequencias da pm 24 horas e px tbem. ok abracos a todos telefone 062 96790531 o link do yootuby e
    http://www.youtube.com/watch?v=vk-I450vsvg vídeo bpmrv e radio amadores
    http://www.youtube.com/watch?v=VxB5pqLfCLM ras bpmrv vtr serradourada
    e so colar e copiar o ik acima e colocar no yootuby abracos a todos

    Gostar

  10. Bom dia,
    gostaria que entrasse em contato comigo para que eu possa tirar algumas duvidas,referente a profissão de Radio operador.
    (diegomfv@yahoo.com.br)
    Atenciosamente
    Diego vasconcelos

    Gostar

  11. ILM SENHORES
    Segundo me consta.a ANATEL não fornece o CERTIFICADO DE OPERADOR DE RADIOTELEFONIA sem que o pretendente tenha sido aprovado em qualquer CURSO PROFICIONALIZANTE em que conste no CURRICULO matéria sobre o assunto .
    Att,
    RAYMUNDO NONATO RÊGO
    RADIOPERADOR – CLASSE RFR
    RG Nº 53533

    Gostar

  12. ILM SENHORES
    Segundo me consta.a ANATEL não fornece o CERTIFICADO DE OPERADOR DE RADIOTELEFONIA sem que o pretendente tenha sido aprovado em qualquer CURSO PROFICIONALIZANTE em que conste no CURRICULO matéria sobre o assunto .
    Att,
    RAYMUNDO NONATO RÊGO
    RADIOPERADOR – CLASSE RFR
    RG Nº 53533

    Gostar

  13. ILM SENHORES
    Segundo me consta.a ANATEL não fornece o CERTIFICADO DE OPERADOR DE RADIOTELEFONIA sem que o pretendente tenha sido aprovado em qualquer CURSO PROFICIONALIZANTE em que conste no CURRICULO matéria sobre o assunto .
    Att,
    RAYMUNDO NONATO RÊGO
    RADIOPERADOR – CLASSE RFR
    RG Nº 53533

    Gostar

  14. ILM SENHORES
    Segundo me consta.a ANATEL não fornece o CERTIFICADO DE OPERADOR DE RADIOTELEFONIA sem que o pretendente tenha sido aprovado em qualquer CURSO PROFICIONALIZANTE em que conste no CURRICULO matéria sobre o assunto .
    Att,
    RAYMUNDO NONATO RÊGO
    RADIOPERADOR – CLASSE RFR
    RG Nº 53533

    Gostar

  15. prezado senhor se sempre usaram assim, não significa estar certo, se sempre usaram assim usaram errado.
    papa esta na comidinha da criança ou no vaticano.
    o certo esta no PAPÁ, com acento no ultimo A.
    isto é convenção da ITU,aqui na PM de campos codificam X como Xirraý que eu brinco ser a irmã da irmã do he-man, o certo é “éxrei” ou xingu, mas também não aceitam mudar pois sempre usaram assim.
    Peso com minha humildade de 35 anos de de experiencia em radio comunicação que reveja a sua opnião.
    Aceito a sua discordância, mas absolutamente discordo, abraços

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s