E O SEU INSTRUMENTO DE TRABALHO?

Padrão

Cuidados com a Voz
LB, RJ, revisado em 2007.
Fontes: Oficina Lúdica – Jogando com a Voz. Wilson, A. e Campos, P.
Caderno da Semana de Criatividade – Provérbios, Saberes e Sabores da Vida. Departamento da Catequese da IECLB.

1. Evite:

  • Fumaça; poeira e pó de giz (não fume e mantenha o ambiente limpo);
  • Bebidas e comidas fervendo ou muito geladas antes e após utilizar a voz;
  • Gritar (reserve o grito para emergências e pedir socorro);
  • Tosse e pigarro (para eliminar o catarro persistente recomenda-se uma inspiração profunda pelo nariz e deglutir logo em seguida; ou beber água).
  • Bebidas alcóolicas e alimentos gordurosos.

    2. Resfriados, gripes e rouquidão.
    Se estiver rouco procure fazer repouso vocal (ficar em silêncio); não sussurre, pois o sussurro força ainda mais as pregas vocais. Não se auto-medique nem use pastilhas. Procure um médico.

    3. Cuide da sua saúde.
    Mantenha-se em forma e faça uma alimentação saudável. Beba bastante água, pois ajuda a lubrificar as pregas vocais.

    4. Para uma boa projeção vocal atente para:

  • Boa postura. O corpo deve estar relaxado e bem posicionado, com o peso do corpo distribuído igualmente sobre os pés. O queixo paralelo ao solo e as vias respiratórias desobstruídas. A expressão corporal também auxilia na emissão da mensagem.
  • A roupa. Evite roupas apertadas, principalmente no torso e pescoço; e salto alto que prejudica a postura e a respiração.
  • Sua posição em relação ao ouvinte. Fique de frente para os ouvintes, assim sua voz se projeta de forma mais clara. Evite falar de costas ou de lado para a platéia.
  • Inteligibilidade da fala. Fique atento a sua fala e procure se corrijir. Um bom exercício é gravar uma aula e escutar-se depois. Observe se você fala muito rápido, com a voz pouco audível, alto demais, se “come” letras e sílabas, etc. Se necessário consulte um fonoaudiologista.
  • Respiração. Tem grande influência sobre a nossa voz. A respiração nasal é a mais adequada. O nariz é o órgão preparado, por sua anatomia, para aquecer, umidificar e filtrar o ar que vai para os nossos pulmões. Por isso apesar de respiração bucal ser a que capta a maior quantidade de ar, não é a mais saudável. A respiração correta é a abdominal (usando o músculo diafragma).
  • Hidratação. Quanto mais utilizamos a voz maior deve ser a hidratação para a reposição de saliva. A hidratação pode ser feita pela umidificação do ambiente, inalação direta de vapor, beber água e repirar pelo nariz. Evite “choque térmico” nas pregas vocais; tome líquido em pequenos goles, devagar , mantendo-o um pouco na boca para “estabilizar” a temperatura antes de engolir.
  • Falar demais ou mudar o padrão vocal. Falar demais não é, em si, um problema. Ë preciso cuidado para não fazê-lo através de um esforço vocal. Também não é aconselhável mudar seu padrão vocal. Às vezes é necessário mudar o padrão para compor um personagem, mas se recomenda fazê-lo por períodos curtos e sem exageros.

    E LEMBRE-SE PARA SE COMUNICAR NÃO PRECISA GRITAR

  • FONTE:

  • http://www.bernerartes.com.br/ideiasedicas/dicas/voz.htm

  • NÃO SE ESQUEÇA DE VISITAR NA COLUNA DA DIREITA NOSSOS LINKS COM OPÇÕES DE EMPREGOS E CURSOS. SUCESSO

  • Deixe uma Resposta

    Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

    Logótipo da WordPress.com

    Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

    Imagem do Twitter

    Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

    Facebook photo

    Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

    Google+ photo

    Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

    Connecting to %s